Rádio Interativa FM, 104,9 - Riacho de Santana/ RN

Homem é preso após tentar transferir título de eleitor com comprovante de endereço falso

Caso aconteceu em Maurilândia do Tocantins e homem suspeito mora em Tocantinópolis. Situação é considera crime eleitoral. Eleitor queria trocar domicílio eleitoral

Divulgação/TRE-TO

Um morador de Tocantinópolis, no norte do estado, tentou mudar a cidade onde vota apresentando um comprovante de endereço falso. O caso aconteceu nesta terça-feira (16) e ele foi preso pela tentativa de fraude.

O suspeito tem 22 anos e queria passar a votar nas próximas eleições em Maurilândia do Tocantins, que fica a pouco mais de 40 km de distância da cidade onde mora. Segundo a Polícia Civil, um servidor da Justiça Eleitoral identificou que o documento não era legal e apresentou o eleitor à 17ª Delegacia de Polícia de Itaguatins.

O delegado Antônio Bandeira, responsável pelo caso, explicou que o homem contou que teria sido incentivado pelo irmão a mudar o domicílio eleitoral, mesma pessoa que deu a ele o comprovante que resultou na prisão em flagrante.

A mudança no domicílio eleitoral dessa forma é considerada fraude prevista no artigo 289 do Código Eleitoral. A pena para o crime pode chegar a cinco anos de prisão e ao pagamento de cinco a 15 dias-multa.

LEIA TAMBÉM:

Eleições 2024: veja quem são os pré-candidatos a prefeito de Palmas

Arsenal com fuzil, pistolas e munição é apreendido durante buscas da operação Lesa Pátria

Depois de prestar depoimento, o delegado arbitrou fiança no valor de dois salários mínimos (R$ 2.824) e ele foi liberado para responder em liberdade.

“Após nos depararmos com essa situação, que estava tentando ser concretizada em um ano eleitoral, vamos rever algumas inscrições de troca de domicílio eleitoral que apresenta alguma suspeita, para nos certificarmos que todos os procedimentos legais foram observados como rege a justiça eleitoral”, explicou o delegado sobre o flagrante.

Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

NOTÍCIAS MAIS LIDAS